Improfest Encruzilhada: Rodrigo Brandão

08.03.2019

 

 

O vulgo Gorila Urbano empunha microfones e se expressa publicamente através de rimas autorais há mais de uma década (e contando!).

 

Nesse período, acumulou parcerias, tanto em palco quanto estúdio, com nomes de peso no cenário musical brasileiro e mundial.

Daqui, vale destacar os encontros com a Nação Zumbi, BNegão, os rappers Black Alien & Speed, o grupo Elo Da Corrente, o saudoso maestro J.T. Meirelles (nome fundamental do samba jazz, arranjador e saxofonista dos primeiros discos de Jorge Ben), as cantoras Céu e Anelis Assumpção, e o mítico percussionista Naná Vasconcelos.

 

De fora, a lista inclui desde o histórico Del The Funky Homosapien, a importantes nomes da avant-garde lírica como Beans, High Priest (Anti-Pop Consortium) e Mike Ladd; Brian Jackson, lendário bandleader de Gil Scott-Heron; e o baterista nigeriano Tony Allen, famoso por criar o afrobeat junto a Fela Kuti. Passa pelo nu-jazz do grupo nova-iorquino Wax Poetic e de Taylor McFerrin, o trompetista Rob Mazurek (Chicago Underground Duo), e o mestre do saxofone Pharoah Sanders, parceiro de John Coltrane.

 

Conhecido como linha de frente dos grupos Ekundayo, Mamelo Sound System e Zulumbi, no momento está voltado a um par de trabalhos bem variados entre si.

Por um lado, integra o BROOKZILL!, grupo que conta com o DJ Prince Paul (produtor do De La Soul) e a MC Ladybug Mecca (Digable Planets), cujo album de estreia, "Throwback To The Future" foi lançado no fim de 2016 pelo selo Tommy Boy Records (Afrika Bambaataa, Stetsasonic, House Of Pain). Além de destaque em uma gama de veículos importantes, de Afropunk e Pitchfork, a Mojo e Village Voice, o disco figurou em diversas listas de Melhores do Ano, como o tarimbado The Observer.

 

Por outro, se dedica a sessões de improviso livre, voltado ao spoken word (formato de poesia declamada em contexto musical), junto a uma lista de músicos fundamentais na cena atual de São Paulo, em especial os integrantes do Hurtmold e Metá Metá.

 

A profundidade lírica, as relações espirituais entre o Brasil urbano e a África ancestral, e certo olhar punk, pautam seu universo particular.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

destaque

Roberta Estrela D'Alva

1/10
Please reload

últimos
Please reload

Arquivo
Please reload

tags